quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Concurso Matanza

Quer faturar um par de ingressos para ver Matanza no Opinião? Conte pra gente, em no máximo 5 linhas, a sua história mais bizarra envolvendo bebedeira. As duas respostas mais criativas enviadas até o dia 27 de novembro nesta postagem levam um par de ingressos cada.
Não esqueça de deixar nome completo e contato.
Participe e bom show!

15 comentários:

felipe disse...

Com certeza foi descer um puta morro forte de bicicleta e nao cair, so depois que desci estava andando normal bati num carro parado! (assim me contaram).

fone:054 32228567
e-mail: felipe.dlaste@gmail.com

Anônimo disse...

Cara essa é dificil dizer uma experiência de quando eu estava mamado prq eu agora escrevendo to mamado, enfim, eu trassei a mãe do meu melhor amigo na festa da firma na qual nois dois trabalhamos,por favor papai noel eu sei que fui um garoto mal nesse ano mais me presentei com um show do matanza.

felipe disse...

Certa vez fui escolhido para ser o papai-noel na festa de fim-de-ano da empresa (pois sou gordinho e não precisariam gastar com enchimento), só que enchi o caneco de tal forma que quando fui entregar os presentes só tinha latinha de cerveja vazia no saco.

mail:f.letti@bol.com.br

Fernanda Anschau Neis disse...

com certeza foi quando bebi muito e subi em cima do palco de uma festa de bandinha alemã e comecei a cantar junto com a banda além de dançar com os caras...


Fernanda Anschau Neis
e-mail: fetilim@gmail.com

Álan disse...

Certa vez fui à redenção com alguns amigos, pois tinha show de algumas bandas por lá, bebemos muitas cervejas e já estavamos bem eufóricos lá no meio da galera pulando e agitando, após isso sentei umpouco e felizmente avisto um colega, vou lá e o comprimento, ele esta com alguns amigos e traziam uma garrafa de conhaque, bebi mais umpouco e já sentia que estava passando dos limites, mas não importa né afinal tinha saído com o intuito de me divertir.
Só lembro que estava rolando show da acusticos e valvulados, eu estava pulando no meio da galera daí minha visão ficou turva e se apagou rapidamente, apartir daí só lembro de pequenos “flashs de memória”, como meus amigos me carregando pela estação, dos médicos me segurando para me dar injeção de insulina, tiveram até que me amarrar(dizem meus amigos que estavam comigo), tiveram que chamar meus pais e o conselho tutelar, pois naquela época ainda era menor de idade, minha mãe me encontrou amarrado em uma cama de hospital babando e todo vomitado, até hoje ela me chinga por isso... hehehehe

Álan Souza Soares

eletroalan@yahoo.com.br

Moura disse...

Concenteza foi no meu ultimo aniversário,caio em uma sexta dia melhor para beber!começei a beber cedo da tarde,era 9 horas eu n conseguia mais ingerir nada,foi ai q eu coloquei o dedo na garganta,vomitei todo meu cabelo,alevantei,prendi o cabelo e continuei bebendo alambique!depois entrei em uma festa e n me lembro xD

inter 'n' roll disse...

Bom, minha última bebedeira foi no Opinião mesmo. Na festa de formatura da turma de Biologia do Ipa. Abri os trabalhos lá fora mesmo, mas não perdi tempo pra entrar, afinal, era dose dupla né! Noite adentro, alcool pra dentro tb. Lá pelas tantas, eu estava na pista de dança, e a natureza me chamou. Quando parei de dançar, o ambiente ainda rodava, e eu pensei: Pô, mas eu parei de dançar!!
Na saída do banheiro, descendo as escadas, "não sei como", mas me desequilibrei e desci as escadas rolando. Minha sorte foi que havia uma outra menina lá embaixo para aparar a minha queda. Eu estava de saia, e ela com uma cerveja na mão. Use a imaginação. rsrsrs. No fim da noite fui dormir na casa de uma amiga. Me deu pena dela depois, porque passei o resto da noite e uma parte da manhã filosofando do porquê que as pessoas morrem. Passada a ressaca, já aceito que as pessoas morrem, mas não aceito ficar sem meus ingressos pro show do Matanza. Pelo menos até o próximo porre, porque, afinal, Bom é Quando faz Mal.

inter 'n' roll disse...

Esqueci de mandar meu nome e contato.

Amanda
Fone: (051)93027229
e-mail: amandita_martins@hotmail.com

Lucas disse...

foi na segunda feira em que eu e uns amigos matamos aula pra beber cachaça pela cidade.Abraçamos umas mina n shopping.Caimos no muro de um estacionamento e vomitei tudo em casa

Nome: Lucas Pooch de Quadros
E-mail: lpooch@bol.com.br

William Guedes Cezar disse...

Foi no Opinas no show da Tequila Baby e Marky Ramone, tava tão mamado pongueando e uma guria foi me beijar, quando fui ver vomitei em cima dela e em vários... Ganhei o apelido a garota do exorcista!!!

Gustavo Ilha disse...

Naquela noite no convento em San José, eu bebi tanto, que a mulher que eu amava roubou meu caminhão, e é por isso que hoje eu não bebo mais.

Email para Contato: ovvelha@gmail.com

oppala disse...

aniversário de 17 anos, casa da praia. sem ter dinheiro pra comprar comida, compramos só vodka chinela. não tinha nem nada pra batiza a vodka. foi bala de funcho com leite e vodka... mais tarde, 3 garrafas a menos, eu e meus amigos resolvemos sair correndo pelados pelo centro da praia (arroio teixeira - rs). no outro dia ninguém lembrava de nada, só descobrimos quando não nos deixaram entrar numa sorveteria!


nome: rafael da rosa casagrande
email: finhacg@hotmail.com
fone: 054 99495657

dcesempreemfrente disse...

Show do matanza no Opinião. Dose dupla até meia-noite. Eu e minha namorada acumulamos uns 6 copos em cima da mesa antes da promoção se encerrar. o show começa e eu já estou pra lá de bêbado, de forma que resolvo fazer algo que não fazia há anos: subir no palco e dar um mosh! Idéia genial, mas eu não tenho mais 18 anos e agora peso 90kg... Ninguém me segurou e eu dei de nuca no chão, desmaiando a seguir. Completamente desacordado, fui levado para o camarim... Minha namorada se gabou depois que isso lhe permitiu ver uma parte do show ao lado do palco.
Marcus Vinicius Rossi da Rocha
marcus.hulk@gmail

Thrull do Necrotério disse...

Um dia bêbado e faminto vi um kra do Mcdonalds botar sacos no lixo e lembrei que eles descartam comida após 10 minutos. Ele saiu, eu catei. A mãe dum amigo requentou no micro: comi 3 Mcníficos bacon!


s-aguiar@ibest.com.br
fones: 3013-2544
92327743

Douglas disse...

Quinta, nenhum real, achei uns amigos. Foi rum, cerveja, tequila e a embriaguez. "3 doses de absinto e não pague", aceitei. Meia garrafa depois, lembro dos policiais me acordando na calçada. Nada nos bolsos e hematomas restaram.
Douglas Cassenott
pehzinhou@hotmail.com