quarta-feira, 16 de julho de 2008

O Teatro Mágico

Vencedora do “Melhor Show Nacional”, em 2007, no Prêmio Folha, e indicada como a “nova coqueluche do público jovem” pela revista Veja, a trupe O Teatro Mágico se apresentará no dia 07 de agosto, quinta-feira, no Opinião. A partir das 23h, o público porto-alegrense poderá assistir à mescla de circo, literatura, teatro e música que afirmou O Teatro Mágico como um dos grupos de maior sucesso no cenário de espetáculos do país, reunindo um público de mais de 40 mil pessoas em seu último show no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, e vendendo mais de 80 mil cópias só no ano passado.

História do grupo

Em 2003, Fernando Anitelli grava o seu primeiro álbum, “O Teatro Mágico: Entrada para Raros”. Nele, transita por diversos estilos musicais, ousando nas misturas sonoras. De maneira harmoniosa, violinos se somam a samples e scratches. Violões, guitarras, teclados, percussão e elementos eletrônicos bailam em referências que vão desde canções regionais nordestinas até ao rock e pop mundial.
Com base nas músicas desse álbum, Anitelli passa a idealizar as apresentações ao vivo, conceitualizando-as como um "sarau amplificado". Em um sarau, pessoas dispostas a se expressarem artisticamente se reúnem para somar experiências, compartilhar idéias e ideais, tornando possível o contato com as mais diversas manifestações artísticas em um único espaço. Para colocar elementos do circo, da poesia, da dança e do teatro no mesmo palco, Anitelli convida artistas de variadas vertentes. É formada a companhia artística "O Teatro Mágico", que leva o mesmo nome do espetáculo e na qual Anitelli assume a direção artística.
O palco, abarrotado de participantes nas primeiras apresentações, vai dando espaço a um espetáculo cada vez mais consistente. As músicas, conforme são tocadas ao vivo, vão amadurecendo e tomando novas formas, ao mesmo tempo em que são assimiladas pelo público. Canções como "Camarada D'água" e "O Anjo mais Velho" passam a levar os espectadores a uma catarse até então desconhecida por muitos.
O diálogo entre os números circenses, as esquetes teatrais e as músicas se fortalece. Cenas apresentadas nas músicas "A Fé Soluvel", "Zaluzejo", entre outras, passam a encantar o público de todo o país, que acompanha extasiado a beleza gerada pela integração entre essas diversas manifestações artísticas. A poesia vira música, a música vira palavra, o palhaço se divide entre as tarefas de fazer rir e de ser o fomentador de discussões importantes, sejam sobre política, cidadania ou educação.

Serviço

Show: O Teatro Mágico
Data: 7 de agosto, quinta-feira, às 23h
Onde: Opinião (José do Patrocínio, 824 – Cidade Baixa)
Preços: Primeiros 1000 a R$ 20,00
Restantes e no local a R$ 30,00
Pontos de venda:
Lojas Backdoor (Shoppings Iguatemi, Praia de Belas, Rua da Praia e Lindóia);
www.opiniaoingressos.com.br
Informações e tele-entrega Opinião: (51) 8401 0104
www.opiniao.com.br
http://opiniaoprodutora.blogspot.com

2 comentários:

Lena Vaz disse...

Parabéns!
Melhor iniciativa (entre tantas boas iniciativas) da Opinião Produtora nos últimos tempos!!!
Teatro Mágico é música, é poesia, é um banquete para os olhos, e agora o "respeitável público pagão" gaúcho vai poder se deleitar com o verdadeiro ESPETÁCULO, com letra maiúscula, da trupe.
Não é preciso mais ir a São Paulo pra assistir vários shows de qualidade que antes não rolavam por aqui. Teatro Mágico agora é mais um deles! A gente agradece.

thiago disse...

Suicidal Tendencies!!!
Dia 3/8!!!!